Velocidade de hemossedimentação – VHS

Publicado em


Velocidade dehemossedimentação – VHS

O exame VHS, ou Velocidade de Hemossedimentação, é um examede sangue muito utilizado para detectar alguma inflamação ou infecção noorganismo, podendo indicar desde um simples resfriado, infecções porbactérias, até doenças inflamatórias como uma artrite ou umapancreatite aguda, por exemplo.

Este exame mede a velocidade da separação entre osglóbulos vermelhos e o plasma, que é a parte líquida do sangue, pelaação da gravidade. Assim, quando há um processo inflamatório nacorrente sanguínea, são formadas proteínas que diminuem a viscosidade dosangue e aceleram a velocidade de hemossedimentação, provocando como resultadoum VHS alto, que costuma ser acima de 15 mm no homem e 20mm na mulher.

Desta forma, o VHS é um exame muito sensível, pois conseguedetectar facilmente uma inflamação, porém é pouco específico, ou seja, nãoé capaz de indicar qual o tipo, o local ou a gravidade da inflamaçãoou infecção que ocorre no corpo. Por isso, os níveis de VHS devem ser avaliadospelo médico, que irá identificar a causa de acordo com a avaliação clínica e arealização de outros exames, como o PCR, que também indica inflamação ouhemograma, por exemplo. 


Para que serve


O exame VHS é utilizado para identificar ou avaliarqualquer tipo de inflamação ou infecção do corpo. O seu resultado podeidentificar:

1. VHS alto

As situações que normalmente aumentam o VHS são infecçõesvirais ou bacterianas, como gripe, sinusite, amigdalite, pneumonia,infecção urinária ou diarreia, por exemplo. No entanto, ele é muitoutilizado para avaliar e controlar a evolução de algumas doenças que alteram oseu resultado de forma mais significativa, como:

Polimialgia reumática que é uma doença inflamatória dosmúsculos;

Arterite temporal que é uma doença inflamatória dos vasossanguíneos;

Artrite reumatóide que é uma doença inflamatória dasarticulações;

Vasculites, que são inflamações da parede dosvasos sanguíneos;

Osteomielite que é uma infecção dos ossos;

Tuberculose que é uma doença infecciosa;

Câncer.

Além disso, é importante lembrar que qualquer situação quealtere a diluição ou a composição do sangue pode alterar o resultado do exame.Alguns exemplos são gravidez, diabetes, obesidade, insuficiência cardíaca,insuficiência renal, alcoolismo, alterações da tireoide ou anemias.


2. VHS baixo

O exame VHS baixo, geralmente, não indica alterações. Noentanto, é importante lembrar que existem situações que podem manter o VHSanormalmente baixo, e confundir a detecção de inflamações ou infecções.Algumas destas situações são:

Policitemia, que é o aumento das células do sangue;

Leucocitose severa, que é o aumento de glóbulos brancos nosangue;

Uso de corticosteroides;

Hipofibrinogenia, que é um distúrbio da coagulação dosangue;

Esferocitose hereditária que é um tipo de anemia que sepassa de pais para filhos.

Desta forma, o médico sempre deve ver o valor do exame VHS eanalisá-lo de acordo com a história clínica da pessoa, pois nem sempre o seuresultado é compatível com a situação da saúde da pessoa avaliada. O médicotambém poderá utilizar exames mais novos e mais específicos, como o PCR, quecostuma indicar de forma mais específica situações como infecção.


Como é feito

Para realizar o exame VHS, o laboratório irá coletar umaamostra de sangue, que é colocada em um recipiente fechado e, em seguida, seráavaliado quanto tempo leva para os glóbulos vermelhos se separarem doplasma e se depositarem no fundo do recipiente. 

Assim, após 1 hora ou 2 horas, esta deposição será medida,em milímetro, por isso o resultado é dado em mm/h. Para realizar o exame VHS,não é necessário nenhum preparo, e o jejum não é obrigatório.


Valores dereferência

Os valores de referência do exame VHS são diferentes para ohomem, mulher ou criança.

Nos homens:

em 1h - até 15 mm;

em 2h - até 20 mm.

Nas mulheres:

em 1h - até 20 mm;

em 2h -  até 25 mm.

Nas crianças:

valores entre 3 - 13 mm.

Atualmente, os valores do exame VHS na primeira hora são osde maior importância, por isso são os mais utilizados.

Quando mais intensa a inflamação, mais o VHS pode se elevar,sendo que as doenças reumatológicas e câncer podem causar inflamaçõestão graves que são capazes de aumentar o VHS acima de 100mm/h.

 

Dicas

Pode ser o primeiro jato, segundo, terceiro ou volume totalde uma micção, conforme o exame solicitado.
Frasco limpo, estéril, fornecido pelo laboratório.
Colher de preferência a primeira urina da manhã.
Abrir o frasco somente na hora da coleta para evitar a contaminação.
Realizar higiene das áreas genitais com água e sabão, para evitar contaminação,fazer a secagem destas áreas.
Desprezar o primeiro jato de urina, colhendo-se o jato médio em diante.
Verificar se o frasco ficou totalmente fechado para não perder amostra.
Entregar o mais rápido possível ao laboratório.
Não deve ter feito uso de contraste radiológico 48 horas antes do exame.
Material colhido fora do Laboratório da Unimed pode ser entregue até 2 horas,sem refrigerar, ou em até 12 horas após a coleta, se mantido refrigerado. Casotenha também cultura de urina, deve ser entregue até 1 hora após a coleta, semrefrigerar, ou em 12 horas após a coleta, se mantido refrigerado.

 


x

Preencha corretamente com dados válidos.




Data de Nascimento:
Para se cadastrar você deve ter 18 anos ou mais.




Já possui uma conta? Entrar
x

Informe seus dados de acesso para entrar.


Esqueci a Senha

Você ainda não tem uma conta? Cadastre-se!