Tireoglobulina

Publicado em


Tireoglobulina

Tireoglobulina é uma proteína dimérica produzida pelascélulas foliculares e utilizada na totalidade dentro da glândula tireoide.Formam coloides no centro dos folículos da tireoide. É usado naprodução de tri-iodotironina (T3) e tetraiodotironina (T4).

A Tireoglobulina é uma glicoproteína produzida pelas célulastiroidianas, sendo o maior componente do colóide infrafolicular da glândulatireóide. Seus níveis séricos variam com o estado funcional da tireóide,estando elevados nos processos inflamatórios tireoidianos (tireoidites),carcinomas da tireóide (papilífero, folicular e misto), hipertireoidismo ouapós palpação vigorosa da glândula. Ha também um aumento dos níveis séricos como estímulo do TRH ou TSH. A administração de hormônio tireoidiano diminui osníveis de tireoglobulina circulantes. Sua avaliação é útil após cirurgia decâncer da tireóide, como marcador da recorrência ou persistência do mesmo apósa tireoidectomia total. A presença de anticorpos anti-tireoglobulina no soropode afetar as determinações da tireoglobulina, causando, no nosso ensaio, aredução dos níveis verdadeiros. Na presença de anticorpos, a ausência de níveisde tireoglobulina mensuráveis não exclui a possibilidade de ter ocorrido umarecidiva.


A tireoglobulina é um marcador tumoral muito utilizadopara avaliar o desenvolvimento do câncer de tireoide, especialmente durante oseu tratamento, ajudando o médico a adaptar a forma de tratamento e/ou asdoses, de acordo com os resultados.

Embora nem todos os tipos de câncer na tireoideproduzam tireoglobulina, os tipos mais comuns produzem e, porisso, os níveis deste marcador geralmente estão aumentados nosangue na presença do câncer. Se o valor de tireoglobulina continuaraumentando ao longo do tempo, significa que o tratamento não está tendo oefeito desejado e precisa ser alterado.

Em casos mais raros, o exame de tireoglobulinapode ainda ser usado para determinar a causa de um hipertireoidismo ouhipotireoidismo, por exemplo.


Quando fazer o exame

O exame de tireoglobulina geralmente é feito antes deiniciar qualquer tratamento para o câncer de tireoide, para que exista um valorbase de comparação e, depois, é repetido várias vezes ao longo do tempo paraavaliar se a forma de tratamento escolhida está tendo resultado na cura docâncer.


Caso se tenha optado por fazer cirurgia para retirar atireoide, este exame é feito também frequentemente após a cirurgia paragarantir que não ficaram células cancerígenas no local, que possam estar sedesenvolvendo novamente.

Além disso, em alguns casos de suspeita de hipertireoidismo,o médico também pode pedir o exame de tireoglobulina para identificardoenças como a tireoidite ou a doença de Graves, por exemplo.

Como interpretar oresultado

O valor de tireoglobulina em uma pessoa saudável,sem qualquer alteração na tireoide, geralmente é inferior a 10 ng/mL maspode ir até aos 40 ng/mL. Assim se o resultado do exame estiver acimadesses valores, pode indicar a presença de um problema na tireoide.


Os resultadossignificam:

Tireoglobulina alta
Câncer da tireoide;
Hipertireoidismo;
Tireoidite;
Adenoma benigno.




Caso já se tenha feito algum tipo de tratamento para ocâncer, se a tireoglobulina estiver alta pode significar que o tratamentonão teve efeito ou que o câncer está voltando a se desenvolver.

Embora a tireoglobulina esteja aumentada em casos decâncer, este exame não serve para confirmar a presença de câncer. Em casos desuspeita, ainda é necessário fazer biópsia para confirmar o câncer.

Tireoglobulina baixa

Uma vez que este exame é feito em pessoas que já possuemalguma alteração na tireoide, quando o valor baixa, significa que a causa estásendo tratada e por isso a glândula está produzindo menos tireoglobulina.

Porém, se não existia qualquer suspeita de problema natireoide e o valor é muito baixo também pode indicar um caso dehipotireoidismo, embora seja mais raro.

Como é feito e comodeve ser o preparo

O exame é feito de forma muito simples, sendo apenasnecessário coletar uma pequena amostra de sangue do braço.

Na maioria dos casos, não é necessário qualquer tipo depreparo, mas dependendo da técnica utilizada para fazer o exame, algunslaboratórios podem recomendar que se interrompa a ingestão de algunssuplementos vitamínicos, como os que contêm vitamina B7, por pelo menos 12horas antes do exame.

 


x

Preencha corretamente com dados válidos.




Data de Nascimento:
Para se cadastrar você deve ter 18 anos ou mais.




Já possui uma conta? Entrar
x

Informe seus dados de acesso para entrar.


Esqueci a Senha

Você ainda não tem uma conta? Cadastre-se!