Holter

Publicado em


Holter


Monitor
Holter
 é um dispositivo portátil que monitora continuamente a atividade
elétrica cardíaca de pacientes por 24 horas ou mais. Seu período estendido de
gravação é muitas vezes útil para observar 
arritmias
cardíacas ocasionais que seriam difíceis de
serem identificadas em um período de tempo menor, como em um exame de 
eletrocardiografia (ECG).

O Holter de 24 horas é um tipo de eletrocardiograma que
é realizado para avaliar o ritmo do coração num período de 24, 48 ou 72
horas. Geralmente, o exame Holter de 24 horas é solicitado quando o
paciente apresenta sintomas frequentes de tonturas, palpitações ou falta de ar,
que podem indicar alterações cardíacas.


Assim como a
eletrocardiografia padrão, o monitor Holter registra os sinais elétricos do
coração através de uma série de 
eletrodos presos ao tórax. O número e a posição dos eletrodos
varia de acordo com o modelo do aparelho, mas a maioria dos monitores Holter
utilizam três a oito. Estes eletrodos são conectados a um pequeno receptor que
é preso ao cinto do paciente, que é responsável por manter um registro da
atividade elétrica cardíaca durante o período de gravação.

Os dispositivos antigos
costumavam gravar os dados em uma fita cassete. Os modelos mais atuais utilizam
dispositivos de 
memória flash para a armazenagem dos dados. Os dados são enviados
para um computador que os analisa automaticamente, contando os completos de
ECG, calculando estatísticas como 
frequências cardíacas média, mínima e máxima e procurando áreas
candidatas interessantes ao estudo posterior realizado por um técnico.


Indicações  


O Holter é um exame complementar, por isso normalmente
acompanha outros testes ou é pedido na sequência de um resultado de
eletrocardiograma (ECG) que não acusou nenhum problema, já que permite uma
investigação mais profunda.


Os principais
sintomas que levam o médico a solicitar o exame são
:


  • Tonturas;
  • Desmaios;
  • Palpitações.


O Holter calcula a frequência cardíaca média, máxima e
mínima a cada hora, a distribuição de eventos arrítmicos e isquêmicos e os
traçados eletrocardiográficos selecionados.

Este procedimento é fundamental para diagnosticar problemas
como Distúrbios de condução atrioventricular e intraventricular, Canalopatias,
Isquemia silenciosa, Apneia do sono e arritmias.

Além disso, o exame Holter é muito utilizado para acompanhar
o tratamento de pacientes que usam marcapasso.


Indicações:

Confirmação de arritmias como causa de sintomas ocorridos
durante as atividades diárias;

Detecção de isquemia miocárdica;

Documentação da eficácia terapêutica de agentes
antiarrítmicos e anti-isquêmicos;

Predição de eventos cardíacos futuros.

Os gravadores do sistema Holter devem seguir os padrões
exigidos pela American Heart Association e ter capacidade de gravar sem
distorções sinais de alta e de baixa frequência, entre 0,05 e 100Hz.

Inicialmente grandes e pesados, os equipamentos chegaram a
usar sistemas de gravação em fita cassete para armazenar os dados e pesavam
mais de 30 quilos. Hoje já é possível encontrar no mercado aparelhos com menos
de 100 gramas que cabem no bolso.

Os dados são gravados por meio de softwares e armazenados em
pequenos cartões de memória. Esta digitalização permite que os gráficos e
cálculos sejam enviados por internet para análise de um médico em qualquer
lugar do mundo.

Na hora de escolher qual equipamento de Holter comprar, o
médico ou clínica interessada deve procurar por marcas com registro da Anvisa.
Aparelhos sem a central de análise (necessária para laudar o exame) custam a
metade do preço.

De acordo com as recomendações da Sociedade Brasileira
de Arritmias Cardíacas (Sobrac), o sistema de registro é feito através de
eletrodos bipolares em três canais (derivações). Mas o mercado hoje já tem
gravadores digitais com opção de aquisição de dados em 12 derivações.

Além disso, o gravador precisa de um botão marcador de eventos que o paciente
em condições especiais deve ativar quando sentir um sintoma.

A telemedicina tem sido utilizada por serviços de saúde para
otimizar recursos e facilitar o acesso a profissionais especializados em emitir
laudo para este tipo de exame. Caso o profissional ou clínica interessada
esteja pensando em usar a telemedicina para emissão de laudos, é indicado
primeiro entrar em contato com a empresa que fará esta operação e conversar
sobre os tipos de equipamentos utilizados. A Portal Telemedicina pode passar
estas orientações e esclarecer qualquer tipo de dúvida em relação a este
procedimento. Inclusive o sistema da Portal conecta-se diretamente via IoT a
mais de 90% dos equipamentos existentes no mercado.

Também são detalhes importantes na hora de pesquisar sobre
os equipamentos avaliar os tipos de recursos que oferecem. Existem hoje no
mercado, por exemplo, aparelhos com o exame MAPA, para monitoramento da pressão
arterial durante 24 horas, acoplado, permitindo assim a realização dos dois
exames simultaneamente.

Outro ponto que merece atenção é que alguns sistemas permitem
análises mais aprofundadas, como a identificação e ampliação das espículas de
marcapasso, variabilidade dos intervalos RR normais, alternância de onda T,
gravadores de registro descontínuos, entre outros.


Para que serve


O teste é indicado especialmente no diagnóstico
de arritmias cardíacas, uma vez que registra os batimentos cardíacos em um
longo intervalo de tempo. O médico também costuma pedi-lo quando há sintomas
como desmaio, palpitação, tontura e suspeita de fibrilação atrial.


Como é feito


O exame Holter não requer uma preparação prévia do paciente,
apenas é recomendado que ele siga as orientações acima para garantir que a pele
esteja nas condições ideais.

O número de eletrodos colocados no tórax do paciente varia
de acordo com o equipamento. O período de instalação, colocação dos fios nos
eletrodos e no Holter, demora em média 15 minutos.

Concluída esta etapa, o paciente é liberado para seguir com
as atividades rotineiras pelo período estabelecido pelo médico (normalmente 24
horas). Após, ele deve retornar à clínica para retirar o aparelho e repassar as
anotações. O material registrado é passado para o computador para posterior
análise.

O exame Holter é um eletrocardiograma com maior
tempo de duração – de no mínimo 24 horas. O objetivo é caracterizar e
diagnosticar ocorrências de comportamento elétrico anormal do coração durante
atividades diárias (sono, trabalho, exercícios, estresse emocional, repouso e
etc.). Ele detecta, classifica e quantifica os vários tipos de arritmias, além
de calcular a variação da frequência cardíaca.

Para realização deste procedimento não invasivo, um monitor
leve e portátil é acoplado à cintura do paciente. Este equipamento é ligado por
fios e eletrodos que são grudados em pontos estratégicos do tórax. A intenção é
monitorar a arritmia do paciente durante um dia rotineiro. Médicos de qualquer
especialidade podem solicitar este exame, mas somente
um cardiologista com conhecimento técnico em arritmia pode emitir o
laudo.

Confira a seguir em que casos o exame Holter deve
ser solicitado, como a telemedicina tem contribuído e reduzido o custo de
clínicas com a emissão de laudos, quais parâmetros médicos devem ser avaliados,
entre outros fatores importantes para a realização do procedimento.


 Os resultados


Assim como no eletrocardiograma, o laudo do holter deve
mostrar um ritmo cardíaco sinusal, ou seja, normal. O ideal é que os batimentos
estejam entre 60 e 100 por minuto. Os eletrodos registram, além de alterações
nesse número, parâmetros como duração das ondas elétricas em cada segmento do
peito.


Preparo

Tomar banho antes de realiza o exame;

Não usar cremes na pele do tórax antes do procedimento;

É fundamental, em caso de pacientes portadores de
marca-passo, trazer a carteirinha de identificação do aparelho para cópia das informações.
A falta destas informações prejudica e até impede a análise e a interpretação
do exame.

Orientações durante o período que permanece com o holter

Não deitar sobre colchões ou travesseiros magnéticos, pois
os mesmos emitem ondas energéticas que dão interferência, impedindo a gravação
da atividade elétrica do coração.

Liberada a utilização de telefones celulares, micro-ondas e
todos os equipamentos eletrodomésticos.

Orientação após a retirada do Holter

Utilizar creme hidratante após o banho.

Se apresentar lesões nos locais de colocação dos eletrodos,
entrar em contato com o Centro de Arritmia Einstein;

Não expor ao sol a pele do tórax onde estavam os eletrodos
durante três a cinco dias.

 

Limitações

​Como permanece por apenas 24 horas com o paciente, a chance
da ocorrência de sintomas durante a monitorização é menor que a do sistema de
monitorização de eventos, que permanece vários dias com o paciente.

 


x

Preencha corretamente com dados válidos.




Data de Nascimento:
Para se cadastrar você deve ter 18 anos ou mais.




Já possui uma conta? Entrar
x

Informe seus dados de acesso para entrar.


Esqueci a Senha

Você ainda não tem uma conta? Cadastre-se!